terça-feira, 6 de março de 2018

Escapada


E no ritmo de "maior do mundo", a mesquita Sheikh Zayed, em Abu Dhabi, não passa longe. Construída em 2007 (veja só!), é um gigantesco e luxuoso espaço de culto.

Chegar é uma aventura só.
Ônibus, taxi, caminhada no sol inclemente de 50 graus procurando a entrada... detetor de metais pra cá, revista pra lá... túnica sobre a roupa, cobrindo a cabeça... o que eleva ainda mais o calor... tira o sapato...

Vale a pena tudo isso para ver um edifício de um estilo pra lá de duvidoso? Acho que sempre vale a experiência. Pra mim foi longe de uma atmosfera mais autêntica como da Mesquita Azul, em Istambul, mas está valendo.

E por aqui terminamos mais uma aventura na Ásia e Oriente Médio. Até a próxima!










segunda-feira, 5 de março de 2018

Bizarrices

A maior bizarrice de Dubai, você nem precisa ir lá pra conhecer. São essas ilhas em forma de palmeira, o Palm Jumeirah.

No tronco da palmeira corre um trem, que chega na pontinha.

Esse é o viaduto do trenzinho. Os pilares também têm forma de árvore. /o\
Outra bizarrice é esse edifício gigante em forma de pórtico, que estão construindo ainda. Afe...

Bizarrice também é sair na rua e não ver quase nenhuma mulher. Esse é o Zoco del Oro, o mercado do ouro.

É porque elas têm lugares exclusivos...

O edifício mais alto do mundo

A torre mais alta do mundo, assim como um monte de coisas maiores do mundo, está em Dubai. Burj Khalifa é o nome. Vai um pouco da vista que se vê lá de cima. Reparem como a cidade se perde no deserto. Impressionante.


E as breguices pós modernas fazem uma presença forte nesse ponto da cidade!
Não consegui nenhuma foto da torre melhor do que essa. Muito grande, e Dubai é uma cidade em que se está sempre em movimento, dentro de um veículo...

Esse lugar, sim, é fantástico!

Taí um lugar em Dubai que achei fantástico, o bairro histórico de Al Fahidi.

O local está todo restaurado. Ruas estreitas, edifícios monocromáticos, poucas aberturas, nenhuma vegetação (somente nas praças há algumas árvores) e um sol de 50 graus!
As torres de vento são as protagonistas do lugar. Praticamente todas as edificações têm.

O lugar está ocupado por galerias, cafés, restaurantes, pousadas e atividades mais turísticas. Não vi habitação, uma pena, porque o ambiente ficou, com isso, bastante desabitado. Mas tem que dar um desconto, porque quase ninguém anda na rua com o calor que faz. Então não dá muito bem pra medir isso.
Uma das praças do bairro, com uma vegetação que se destaca.


Os minaretes das mesquitas fazem as referências na paisagem.




Cada visada é um "foto descontrol"!








Encontramos arquitetura contemporânea no caminho! 

E também um excelente restaurante vegetariano, em um pátio interno de um hotel.


Todos os detalhes um mimo.

E a comida fantástica!
Só esse bairro já valeu Dubai!